Páscoa


"...e depois de vencer a noite escura da Alma, o herói sai da caverna sombria, ganha a Iluminação e transcende para viver a nova vida!"

Sede passantes Este tema da passagem é o tema da Páscoa. Pessah em hebraico, quer dizer passagem. A passagem, no rio, de uma margem à outra margem, a passagem de um pensamento a outro pensamento, a passagem de um estado de consciência a outro estado de consciência. A passagem de um modo de vida a um outro modo de vida. Somos passageiros.

A vida é uma ponte e, como diziam os antigos, não se constrói sua casa sobre uma ponte. Temos que manter, ao mesmo tempo, as duas margens do rio, a matéria e o espírito, o céu e a terra, o masculino e o feminino e fazer a ponte entre estas nossas diferentes partes, sabendo que estamos de passagem. É importante lembrar-se do carácter passageiro de nossa existência, da impermanência de todas as coisas, pois o sofrimento geralmente é de querermos fazer durar o que não foi feito para durar.

A grande páscoa é a passagem desta vida mortal para a vida eterna, é a abertura do coração humano ao coração divino. É a passagem da escravidão para a liberdade, passagem que é simbolizada pela migração dos hebreus, do Egito para a terra Prometida. Mas não é preciso temer o Mar Vermelho. O mar de nossas memórias, de nossos medos, de nossas reações. Temos que atravessar todas estas ondas, todas estas tempestades, para tocar a terra da liberdade, o espaço da liberdade que existe dentro de nós.

Sede passantes. Creio que esta palavra é verdadeiramente um convite para continuarmos nosso caminho a partir do lugar onde algumas vezes paramos. Observemos o que pára a vida em nós, o que impede o amor e o perdão, onde se localiza o medo dentro de nós. É por lá que é preciso passar, é lá o nosso Mar Vermelho. Mas, ao mesmo tempo, não esqueçamos a luz, não esqueçamos a liberdade, a terra que nos foi prometida.

(Jean Yves Leloup)

Dicas de meditação:

- um minuto de silêncio

“Um minuto de silêncio tem um grande poder. Se puder cultivar um minuto de silêncio antes de cada atividade do seu dia, você já estará conseguindo abrir uma clareira para ser visitado pelo seu Eu Maior. Por exemplo, um minuto quando acorda, um minuto antes de se alimentar, um minuto antes de sair para o trabalho... Se puder silenciar por cinco minutos ao dia, eu sinto que você estará obtendo uma grande vitória – uma vitória sobre a matéria; sobre o eu inferior.”Sri Prem Baba

1 minuto em silêncio faz com que você volte de novo para o seu centro. Um minuto para se desligar do mundo lá fora e apenas observar tudo o que se passa: dentro e fora de você. Um único minuto é suficiente para transformar a sua vida.

- leitura "Cartas de Cristo" ~link para baixar o livro gratuitamente:

https://cartasdecristobrasil.com.br/downloads/